Câncer de bexiga

 

Sistema Urinário

 

 

1 - Rins;

2 - Bexiga;

3 - Vesícula seminal;

4 - Próstata ;

5 - Uretra;

ver abaixo em "tipos de tumores"

 

 

O que é?

 

O câncer na bexiga de desenvolve a partir da multiplicação rápida de células deficientes na parede interna do órgão. O mal é duas vezes mais freqüentes em homens.

 

 

 

 

 

O principal exame que detecta o tumor é feito a partir de um equipamento chamado cistocóspio. Consiste em um tubo especial com fibra ótica que alcança o interior da bexiga e permite ao especialista olhar detalhadamente toda a parede interna do órgão.

 

 

Sintomas

 

  • Sangramento ao urinar;
  • Irritação vesical (como cistite, necessidade de urinar com freqüência).


Os tipos de tumores

 

 


1 - Muscular;
2 - Gordura;
3 - Submucosa;
4 - Mucosa.

É o que atravessa o tecido mais superficial da bexiga, chega ao músculo e, muitas vezes, ultrapassa toda a parede do órgão e alcança a gordura que o envolve.


  

Tratamento

  

Retirada completa da bexiga e de outros órgãos pélvicos, urinários ou genitais, como vesículas seminais e gânglios que drenam a região.

 


1 - A bexiga é retirada;
2 - Uma parte do intestino é adaptada para a reconstrução da uma nova bexiga.      

 


Como é feita a nova bexiga

 

 


Uma parte do intestino é retirada (A). Depois as paredes internas (B e C) são costuradas. Os ureteres (canais que ligam o rins à neobexiga) são reimplantados (D). O tecido intestinal é fechado e ligado à uretra (E e F).  

 

 

 


6 - Superficial

 


1 - Muscular;
2 - Gordura;
3 - Submucosa;
4 - Mucosa.

Atinge a lâmina própria, ou seja, não ultrapassa o tecido mais superficial do interior da bexiga, chamado epitélio de transição (que também reveste o interior dos rins, do ureter e o inicio da uretra). Os tumores superficiais representam 92% dos casos de câncer na bexiga.

  

Tratamento

 

Muitas vezes, esse tumor é retirado durante o exame de cistoscopia. Uma lâmina fina raspa o câncer. Em alguns casos, o tratamento exige quimioterapia ou imunoterapia tópica (que impedem o crescimento das células doentes).

   

 

Endoscopia

    

 

 

 


1 - Bexiga;
2 - Tumor;
3 - O tumor é cauterizado (queimado) e retirado por sucção. Como o médico raspa apenas a superfície da parede da bexiga para retirar o tumor, o órgão não fica danificado e consegue manter suas funções sem problemas.


 

Metastático

 


É o tipo mais avançado e grave do câncer. Acontece porque o tumor á se espalhou por outros órgãos do corpo. No caso do tumor de bexiga, é mais comum que a metástase alcance os pulmões, gânglios, ossos e fígado.

 

 


Tratamento

 


A única solução é a quimioterapia sistêmica. As substâncias químicas são injetadas pela veia do doente para que o sangue as distribua por todos os órgãos do corpo. Normalmente não tem alternativa cirúrgica, pois torna-se complicado retirar muitos órgãos.


 

 

As causas

 

  • Contato com substâncias que contêm anilina (principalmente tintas) e solventes;
  • O fumo pode desencadear o problema, devido ao alcatrão que contém;
  • Um microrganismo chamado Schistosoma hematobium (muito comum em países do norte da África) costuma atingir a bexiga e provocar o câncer. 





Como chegar ao consultório:

 





 

 


 

 

Responda a enquete: Essa página foi útil?

Sua resposta é importante para avaliação e melhoria do site!

Vote, verifique o resultado da enquete ou faça um comentário.


http://www.enquetes.com.br/popenquete.asp?id=901252