Estreitamento do canal da urina em mulheres

Muitas vezes omitida do raciocínio clínico médico, essa alteração faz com que muitas mulheres tenham que passar por diversos especialistas para que seu problema seja solucionado.

Nada mais é do que uma doença que provoca um estreitamento do canal da urina - o termo médico é estenose uretral.

Nessa condição as pacientes queixam-se de repetidos quadros de infecção urinária, urina fétida, demora ao iniciar a micção, diminuição da pressão do fluxo urinário, sensação de resto de urina na bexiga além da persistência da infecção urinária.

O diagnóstico é clínico e associado a alterações do exame de ultrassonografia(por espessamento vesical e presença de resíduo urinário) e na urofluxometria há uma pico de fluxo máximo menor do que 20ml por segundo(nesses casos a uroninâmica evidencia com maior clareza essa condição).

O tratamento é baseado na dilatação uretral e o resultado é instantâneo levando a paciente (e o médico também) a uma satisfação imediata, pois o resultado já pode ser sentindo na próxima micção.

Nas primeiras 24h da dilatação uretral pode haver desconforto ao urinar e saída de um pouco de sangue, que desaparecerão de forma espontânea.

 

 

Leia mais: Infecção do trato urinário nas mulheres

 

 





 

 

 

 

 

 

Map