Vasectomia

Vasectomia é um procedimento cirúrgico de pequeno porte realizado ambulatorialmente(não sendo necessário a internação e portanto,não é um procedimento para hospital dia) e que consiste na interrupção dos canais deferentes na bolsa escrotal, impedindo que os espermatozóides sejam eliminados pela ejaculação, tornando o homem estéril, ou seja, incapaz de engravidar uma mulher. O Líquido Seminal, que corresponde a 98% do material ejaculado, permanece inalterado, sendo que a partir deste momento o homem fica estéril, isto é, manterá relações sexuais normais com sua parceira, com ereção, ejaculação e orgasmo normal, sem mais o risco de gravidez.





É de longe o procedimento cirúrgico urológico mais frequente, superando com folga a soma de todos os procedimentos urológicos juntos.

Considerado um método contraceptivo irreversível, deve ser assim compreendido, mesmo havendo a possibilidade de reversão.

Pacientes podem realizar, por precaução, uma coleta de semên e mantê-lo congelado indefinidamente para que, em caso de novo desejo de ter filhos, haver espermatozóides viáveis para fecundação (custo de congelação, clique aqui).

A congelação pode ser feita também no intuito de se prevervar material fértil para uma gestação quando há a necessidade de uma nova gravidez secundário ao aparecimento de uma doença hematológica e o tratamento é a doação de medula óssea.

A liberação para ato sexual sem proteção ocorre após o paciente apresentar um espermograma mostrando ausência de espermatozóides. Mesmo assim, pode haver recanalização(as chances de reversão espontânea são menores do que 0,5%), que pode levar a uma gravidez indesejada.

Existem algumas dicas que levam a uma maior segurança:

  • Tamanho do segmento retirado
  • Técnica operatória apropriada
  • Experiência do cirurgião(contados pelo número de vasectomias anuais)


Abaixo uma ilustração de onde é feito o corte para a cirurgia.

 


 

 


 



Leia mais: Como é feito a cirurgia de vasectomia?, Vasectomia e seus riscos








 

 

 

 

 

 

Map